READING

Mata do Pai Ricardo na Floresta da Tijuca

Mata do Pai Ricardo na Floresta da Tijuca

Conheça os mistérios da Mata do Pai Ricardo na Floresta da Tijuca, Rio de Janeiro

É chamada de Mata do Pai Ricardo uma área de 200 hectares de Mata Atlântica na Floresta da Tijuca, Rio de Janeiro. Acredita-se que seja um pedaço de mata original, já existente antes da cidade crescer à sua volta. Passou ao largo da exploração ao longo dos séculos. O difícil acesso e topografia acidentada são algumas das razões que permitiram a região manter-se em constante transformação sem a mão do ser humano.

O ar de misticismo reina na atmosfera da região, que abriga as maiores e mais antigas árvores da cidade. Fica de frente para o quadrante sul e perto do mar. Essa privilegiada localização permite que o ambiente seja mais úmido – por receber menos insolação e mais umidade dos ventos do oceano -, característica que permite à mata nativa crescer a todo vapor.

A importância da Mata do Pai Ricardo

Sua importância já é conhecida por estudos da década de 1940, e a área se faz presente no Plano de Manejo do Parque Nacional da Tijuca. A região é como uma ilha de paz para os animais. Esquilos, macacos e muitas cobras encontram refúgio no local. Espécies nativas em extinção são abundantes também.

Um Pau d’Alho centenário de mais de 30 metros de altura vive ali, fazendo à sua volta um tapete profundo de folhas. Cipós fecham o caminho, escurecido pela densa copa das árvores. O caminho confunde com facilidade, não é território para passeios casuais.

Conheça toda a história da Fundação SOS Mata Atlântica

Preservar a Mata Atlântica nativa é sinônimo de #plantauma


Pela Redação do Planta Uma, com informações do Globo. Foto 500px.

 

 

 

 

 

Comentários

comments


INSTAGRAM
@planta_uma